Ana Cristina Corrêa Mendes

A minha foto
Astróloga, graduada no prestigiado Master's Course for Professional Astrologers de Noel Tyl, utiliza a Astrologia como ferramenta ao serviço do homem. Nomeadamente nas áreas Comportamental e Vocacional. O horóscopo, como um fantástico espelho reflector das ansiedades visíveis e invisíveis. Um mapa indicativo de potencialidades individuais, o conhecimento destas torna possível uma escolha mais consciente.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

no presente

Humano é, não perceber, andar distraído, perdido, muito contente, não reparar...

Nas primeiras horas de dia 23, Plutão volta ao seu movimento Directo e assim se manterá até Abril 2015, chegando aos 15º. Logo todos aqueles com ângulos ou planetas próximos destes graus (11º a 15º) em signos Cardinais (Aries, Câncer, Libra e Capricórnio) já terão ou estarão à beira de ver reflectida nas suas vidas, mudanças, novas perspectivas sob a forma de testes de poder.

Todos os dias, assistimos ou ouvimos falar de prepotências ou colapso de instituições, ambas perspectivas deste reflexo; o AB-uso de poder baseado no medo e na necessidade de controle e o acerto colectivo necessário nas instituições decrepitas ou abusivas. Plutão em Capricórnio.

Na madrugada de dia 24, uma fantástica Lua Nova, gosto especialmente porque acontece no Aries point. Reflectindo uma energia de inicio, de comprometimento.

Lua e Sol em Libra; uma profunda fé na comunhão com o(s) outros. Vénus ainda em Virgem resguarda a capacidade de discernir.

Júpiter e Saturno têm andado em conversações, avaliado hipóteses de avançar. Para fazer o que é correcto
.

As oportunidades reflectem-se por aí, assim as nossas atenções as percebam. Por isso se fala tanto da necessidade de viver o momento, para que não nos percamos no passado ou receemos como o futuro.

Sempre que a dor ou a tristeza chegarem pense no que não está a aceitar viver agora, por estar dependente de algo que já passou.
Sempre que o medo de dizer, de fazer, do que pode vir a acontecer, pense no que não está aproveitar agora, dependente de algo que nem sequer sabe.

4 comentários:

  1. Fiquei intrigada! Estou curtindo uma gripe forte que sinaliza tristezas ......
    Lendo este seu post minhas antenas vibraram!
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. que bom! momento perfeito para abandonar o que nos faz mal. Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu abandonei uma coisa que me estava a fazer mal

      Eliminar
  3. Margarida, parabéns e em tempo devido...é tão difícil até que o façamos. Grata.

    ResponderEliminar